Categorias
Ajuda para viajantes

Viajar para Istambul: segurança na cidade e áreas perigosas

Até recentemente, o turismo era uma atividade importante em Istambul. No entanto, no momento, devido à situação política do país e à ameaça terrorista que existe nele, pode não ser um destino tão seguro quanto anos atrás.

Abaixo, você tem um índice com todos os pontos que abordaremos neste artigo.

Revoltas e ataques terroristas

Ao viajar para Istambul, é importante conhecer os eventos mais recentes e marcantes que ocorreram, bem como a situação atual na cidade e no país em geral.

Infelizmente, nos últimos anos, há ataques terroristas em Istambul que terminam com centenas de feridos e números significativos de mortes. Os eventos durante 2016 são os seguintes:

  • 12 de janeiro: ataque suicida no distrito turístico de Sultanhamet. 12 fatalidades.
  • 19 de março: ataque na rua Istiklal, centro de Istambul. 5 falecidos
  • 7 de junho: carro bomba no centro histórico. 11 mortes
  • 28 de junho: ataque de três terroristas no aeroporto de Atatürk. 47 fatalidades e 200 feridos.
  • 10 de dezembro: ataque duplo após uma partida de futebol. 44 mortes

Além disso, ao amanhecer de 1º de janeiro de 2017, durante a celebração do Ano Novo, um incêndio foi aberto em uma boate, culminando em um total de 39 mortes.

Os grupos que geralmente realizam esses ataques terroristas são o PKK (Partido dos Trabalhadores do Curdistão), que defende a independência do Curdistão, e o Daesh ou ISIS, cujo objetivo é estabelecer um grande estado islâmico.

Por outro lado, é um momento de instabilidade política que se traduz em protestos e manifestações. Além disso, em 15 de julho de 2016, houve uma tentativa de golpe fracassada na qual os militares se levantaram contra o governo.

Pontos chave

A ameaça terrorista e o perigo de ataque são maiores em áreas de interesse turístico, incluindo Taksim, Osmanbey, Haciosman ou Yenikapi. Da mesma forma, também há um risco maior no transporte público, como o metrô, ou em grandes instalações, como o aeroporto.

Conforme indicado pelo Ministério de Relações Exteriores e Cooperação da Espanha, um cuidado extremo Se você decidir visitar Istambul. Da mesma forma, evite multidões e mantenha-se informado da situação atual.

No entanto, deve-se ter em mente que outras áreas da Turquia são muito mais perigosas, como as que fazem fronteira com países como Síria ou Ancara, a capital.

Viajar sozinho

Viajar sozinho pode ser perigoso em algumas partes do mundo, especialmente se você é uma mulher. No entanto, no caso de Istambul, sendo uma cidade turística, viajar sozinho não implica sem risco adicional.

Os turcos podem ser um pouco insistentes com as mulheres, mas geralmente não há casos de violência. É aconselhável responder educadamente e evitar situações desagradáveis.

No entanto, é recomendável tentar não sair sem companhia à noite e em áreas menos movimentadas. Também é aconselhável usar roupas largas e longas, embora não seja um requisito.

Bairros perigosos

Istambul é uma cidade considerada bastante segura em termos de roubo e crime. No entanto, dependendo das áreas que você visita, essa segurança pode ser diminuída.

A parte mais controlada e segura é o centro histórico, pois é a área mais turística. Quanto à área moderna, é melhor evitar os arredores da Praça Taksim se soubermos que haverá uma manifestação ou protesto.

Perto deste local, encontramos Tarlabasi, um bairro marginal onde diferentes grupos étnicos vivem e onde há uma alta taxa de pobreza. Portanto, é uma das partes que devem ser evitadas.

Outros pontos para os quais é melhor não andar, principalmente à noite ou se você for sozinho, são de Merter, Jasim Pasha e Balat (o bairro curdo), pois não são lugares muito turísticos.

Este artigo foi compartilhado 56 vezes.

Por fim, selecionamos o artigo anterior e o próximo do bloco “Prepare a viagem“para que você possa continuar lendo:

Deixe um comentário